English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Chapa 1 vence - Sgt Isaque é o mais novo presidente da AME

Calma, não é oficial ainda, mas segundo nossas pesquisas e previsões, o SGT Isaque e a SGT Candeias, vence as eleições com um percentual de 80% sobre as demais chapas. É espera para ver!!!!

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Cobras estão atacando no Parque do Divisor

Oito já foram vitimas de Surucucu
 
Pelo menos oito pessoas já foram vitimas do ataque de cobras Surucucu, no Parque do Divisor, em Cruzeiro do Sul. Homens do exército vem tendo muito trabalho para salvar vitimas. Edson Neli, de 28 anos foi a última vitima socorrida e está no Hospital do Juruá.
A espécie que se adapta fácil ao clima amazônico de florestas tropicais únidas é uma das maiores serpentes venenosas do mundo. Ela caça à noite, principalmente roedores. O trabalho de ajuda às vitimas vem sendo feito pelo 61º BIS.

Com informações da Tribuna do Juruá e Jairo Carioca – da redação de ac24horas

Vigilante confessa assassinato de empresário em Cuiabá, diz polícia

Em depoimento, vigilante disse que era humilhado pelo empresário.
Ele deve responder na Justiça, em liberdade, por homicídio qualificado.

Vigia de banco de entrega em Cuiabá (Foto: Reprodução/TVCA) 
 
Vigia de banco se entrega e não é preso.
(Foto: Reprodução/TVCA)
 
O delegado Antônio Garcia - responsável pela investigação do assassinato do empresário Adriano Henrique Maryssael de Campos, 71 anos, revelou que o vigilante Alexsandro Abílio de Farias, suspeito de matar o empresário, confessou o crime. Ao delegado, o vigilante disse que era constantemente humilhado pelo empresário dentro da agência bancária. Adriano foi morto a tiros quando passava pela porta giratória do banco.
"Ele disse que o empresário o teria chamado de macaco preto", afirmou o delegado, após ouvir o depoimento de Alexsandro. Ainda de acordo com o delegado, o vigilante também contou que foi ameaçado pelo empresário e que levou o fato ao conhecimento da empresa terceirizada que trabalha e à gerência do banco. Garcia explicou que, apesar da justificativa, Alexsandro deverá responder na Justiça por homicídio qualificado. "Eu entendo que houve até uma premeditação, na medida em que o vigilante esperou o empresário concluir todo o trabalho na agência para depois emboscá-lo na porta giratória", acentua Garcia.
O vigilante deve responder ao inquérito em liberdade, já que se apresentou à Polícia Civil fora do prazo da prisão em flagrante, que é de 24 horas após o crime. O delegado vai confrontar o depoimento do vigilante com o de outras testemunhas. Se houver distorções no depoimento, Garcia informou que deve pedir a prisão do vigilante.
Alexsandro esteve na manhã desta segunda-feira (27) na sede da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). Um advogado da família do empresário assassinado acompanhou o depoimento.

Provas, prisão e… Absolvição.


Apesar de normalmente não acompanhar todo o decurso do processo iniciado pela prisão em flagrante por ele realizada, o policial militar que age legalmente e com profissionalismo suficiente para coletar provas que permitam a condenação do preso supõe que cedo ou tarde seja aplicada a devida sanção a quem transgride o regramento, o que infelizmente nem sempre se processa, e, pior que isso, por causas revoltantes e vergonhosas.
Deve ser sempre nutrida confiança no lado bom da Polícia, da Justiça e do Ministério Público, mas sabe-se que sempre ocorrem falhas, afinal as etapas são praticadas por seres humanos. O mais triste disso é quando elas ocorrem por descaração imoral ou pelo temor desmedido de quem assume uma função cujo requisito maior é coragem e bravura, além da capacitação elevada e hombridade moral.
Convertendo em exemplos, seria como ver um conchavo entre advogado, juiz e/ou promotor, de modo a converter uma acusação de tráfico em enquadramento como uso de droga. Sim, a PM registra a prisão de alguém com dezenas de pedras de crack, ou expressiva quantia de maconha, além de dinheiro trocado ou até anotações de contabilidade, e ao final não há condenação para o preso… O que vai explicar isso? Ou um Poder Público temeroso e coagido, composto por integrantes incapazes de arriscar sua integridade em nome da missão que lhes foi confiada, ou então corrompido e em ruínas, onde o dinheiro compra a decisão final. Não é difícil imaginar de onde virão recursos para custear toda essa bandalheira.
Ou seja, o PM, corajoso e valente, sem a devida estrutura e remuneração, arrisca sua vida em dias e noites, frio e calor, fome e sede, para capturar perigosas feras predadoras da sociedade, enquanto alguns “engravatados” que dispõem de condições bem melhores no exercício da função se encarregam de desfazer o trabalho, contribuindo para a falência de uma sociedade agonizante.
Não é regra, mas existe. Deve ser pensado, mas não faz bem lembrar todo dia, para que não se torne mais um elemento desmotivador na labuta diária. Vamos em frente.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Anjo da guarda

Sem o RESPEITO, o que nos resta?


Desabafo de um Policial Civil do RJ, encontrado no blog 'Abordagem Policial', muito realístico quanto às situações dos policiais do Brasil:


Tratemos os cidadãos com RESPEITO!
Tratemos a juventude com RESPEITO!
Por essas e outras nós perdemos o RESPEITO!
Esse RESPEITO nós não conseguiremos mais NA FORÇA, e sim NO TALENTO! Esse RESPEITO é incondicional aos BOMBEIROS e, mesmo assim, olha a dificuldade que eles encontram para serem RESPEITAOS…

Mudamos o MUNDO a partir de NÓS MESMOS.

Querem profissionais PERFEITOS? Como humanos que somos, “NUNCA SEREMOS!” Mas podemos tentar chegar o mais perto possível.

É isso ou continuarmos nos VITIMIZANDO, reclamando dos salários e dos políticos INCAUTOS do momento.

Pra quem não é conterrâneo, eu lhes digo: ISSO AQUI É O RIO DE JANEIRO! Uma ex-capital federal com forte apelo histórico e cultural, de geografia peculiar, e que vive em GUERRA, senhores!
Realizei meu sonho da casa própria, com muito esforço e disciplina. Fica numa região cercada de comunidades dominadas pelo Tráfico, e no dia da mudança, fui recebido a tiros (operação policial na favela, TODOS NO CHÃO!).
Isso foi há três anos. O crack então explode, novas operações, agora com helicóptero. Na rua, pequenos roubos são frequentes, e executam um policial militar à paisana em frente à minha casa, à tiros de fuzil. Estava com mulher e filho de seis anos em seu carro, apenas o último sobreviveu. Outro PC foi capturado e torturado até a morte, brutalmente, FORA DE SERVIÇO!
Moro longe de áreas nobres, muito menos pacificadas, porque é o que posso pagar com esse salário. Já descontei isso no povo? Sim, jovem imaturo e deslumbrado, que fui um dia. Mas aqui a gente AMADURECE muito rápido, quando descobri que a única forma de mudar essa situação era mudando A MINHA FORMA DE PENSAR!

Amigos, nunca fui santo e sem sou candidato, mas agora SOU PAI, e estou cansado dessa GUERRA.

O que falta pra TODOS compreenderem que VIDAS e LIBERDADES se perdem nessa guerra insana, e que esses são os MAIORES bens a serem tutelados num Estado Democrático de Direito?
E sem esses valorosos bens, amigos, o que nos restará?

segunda-feira, 20 de junho de 2011

A CHEGADA DO SD PMAC GUEDES DO 4º BATALHÃO AO CEARÁ MESMO CONTRA TODAS AS ADVERSIDADES.

Muitos desistiram por falta de dinheiro e por falta da resolução do problema crítico sobre reajuste salarial, mas o Sd Joabes Guedes do 4º batalhão disse que viria e veio mesmo, ele é da turma de 2009. Policial de palavra !
Assim foi a chegada de nosso colega de farda Joabes Guedes do 4º batalhão e sua amiga Jornalista Ana Paula Diniz. Ficaram apenas 7 dias para descançar do trabalho mas principalmente da faculdade.
Eles curtiram o que foi possível curtir em apenas 7 dias num pedaço de paraiso.
Venha você também e faça como o Sd Guedes e agora também como  o Sgt Pmac "NOBRE", que estará desembarcando dia 24 de Junho aqui no Ceará para 30 dias de férias com sua pequena familia. Veja o vídeo. <iframe width="425" height="349" src="http://www.youtube.com/embed/hEuXryq1nvA" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
.



Saiba mais no http://bombeirocarlosfonsecaacre.blogspot.com/  e boas férias aqui com a gente !


 Policia Militar Prende Dupla que Assaltou Taxista.


Guarnição da Policia Militar de Brasiléia tira de circulação neste sábado(18), dupla  que assaltou na noite de sexta-feira (17) o taxista Aramis de Souza Melo(39). A dupla de Irmãos David Nogueira da Silva  e Diego Nogueira da Silva, ambos já maiores de idade e com passagens pela Polícia por outros delitos, utilizaram um terçado para render a vítima e subtrair a quantia de R$ 900,00 e em seguida fugir. Já na manhã deste sábado o CIOSP recebeu informações passadas por taxistas de Brasiléia, que não mediram esforços para procurar pistas que levassem aos assaltantes,  que os suspeitos estariam no Pólo Agro florestal há 8km da cidade de Brasiléia. A dupla ao perceber a presença da Polícia tentou enfrentar a guarnição ainda utilizando o terçado usado no roubo, porém a guarnição utilizando-se de técnicas operacionais conseguiu desarmar-los e dar-lhes voz de prisão. Os Meliantes foram levados para DP de Brasileia onde ficaram a disposição do Delegado Titular.
Fotos: www.oaltoacre.com
Vídeo: Alexandre Lima

video

FAÇA COMO O SARGENTO "NOBRE" E O SD PMAC GUEDES DO 4º BATALHÃO: VENHA VIVER DIAS DE TRANQUILIDADE NO REFÚGIO DA LAGOSTA !

O sargento Nobre estará chegando em 24 de Junho e ficará até 24 de Julho.
E você ?





Policial Civil feminina reage a assalto e mata assaltante!!!


Clique em Read More e veja o vídeo!

Sargento Isaque Ximenes apresenta propostas da Chapa 01

PROPOSTAS PARA AME/AC


Política Salarial

1.      Buscar a volta do pagamento de anuênio - pagamento de 1% sobre o valor bruto recebido pelos militares por ano de serviço prestado, valorizando o Militar antigo e fazendo com que policiais recém formados ou há muito tempo no mesmo posto/graduação tenha uma valorização anual mesmo sem promoção.
2.      Brigar pela Verticalização salarial para valorizar as Praças Militares (PM/BM) e evitando que tenha novamente achatamento nos salários (em especial dos Sargentos PM/BM e Subtenentes PM/BM) entre os postos e graduações como as que há hoje.
3.      Propor, junto ao Governo do Estado, reposição salarial progressiva nos moldes da PEC 300.
4.      Horas extras – pagamento de horas efetivamente trabalhadas além da jornada semanal;

Administração da AME

1.      Auditoria nas contas da AME/AC dos últimos 5 (cinco) anos para verificar o tamanho do “rombo” nas contas da entidade e acionar judicialmente, se for o caso, os culpados;
2.      Criação de novo Estatuto Social que permita melhor fiscalização da Diretoria Executiva;
3.      Divulgação mensal das Contas da AME/AC no próprio Site e também deixa-las disponíveis na Sede da entidade;
4.      Cancelamento do contrato de Assessoria Jurídica Criminal existente e Contratação de nova Banca de advogados criminalistas (ou da mesma) com contrato que atenda as necessidades dos associados;
5.      Cancelamento do contrato de Assessoria Jurídica Cível existente e Contratação de nova Banca de advogados cíveis (ou da mesma) com contrato que atenda as necessidades dos associados;
6.      Criação de três regionais com suas respectivas Diretorias;
7.      Parcerias com instituições prestadoras de serviços para buscar descontos para os associados, tais como Escolas Particulares de ensino fundamental e médio, Universidades Particulares, Escolas de Informática, Academias de Ginastica e Musculação, Academias de dança entre outros serviços;
8.      Vamos nos dedicar ao trabalho da Associação e informamos que ninguém da Diretoria Executiva é candidato a qualquer cargo eletivo no Estado ou no município em 2012 e 2014.

Carreira Militar e Quadro de Acesso

1.      Buscar mudanças no Estatuto dos Militares que visem o acesso ao quadro de promoção por todos os militares estaduais;
2.      Tentar a implantação da ESSd – Escola Superior de Soldados, garantindo que o Curso de Formação para ingresso existente hoje nas Corporações Militares um Curso Superior de Tecnologia em Segurança e Ordem Pública;
3.      Buscar a garantia de Formação Superior para todos os militares estaduais da ativa, para valorizar a profissão e justificar melhoramento do salário;
4.      Reformulação dos RD’s PM/BM, atendendo a Portaria Interministerial nº Nº 2, de 15 de dezembro de 2010 da Secretaria Especial de Direitos Humanos, vinculada a Presidência da República e que esteja de acordo com os princípios constitucionais;

Jornada de Trabalho e melhorias no serviço

1.      Carga horária – Lutar pela definição de jornada semanal de trabalho máxima para os militares estaduais de 30 (trinta) horas;
2.      Propor mudança no serviço de Radiopatrulhamento (RP), para que volte a ter pelo menos três policiais por viatura de serviço, garantido assim, mais segurança à guarnição;
3.      Fazer garantir o direito de recebimento de 02 (dois) uniformes anuais, conforme preceitua nosso Estatuto, nem que seja por meio de Mandado de Segurança;

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Turismo Adventure no Ceará


Você gosta de mar? De passeio de bugre ou moto, com os cabelos ao vento, pela praia? E de saborear aquele camarão ou aquela lagosta preparada logo ali, perto do mar? Isso parece longe da sua realidade?

Anime-se! O militar do Acre, bombeiro reformado Carlos Fonseca, está à sua espera nas melhores praias do Ceará, para as tão sonhadas férias, a preços módicos. Você terá à sua espera três casas à beira da praia para curtir com os amigos ou a familia, e não precisa se preocupar com guia turístico, pois o militar o levará aos pontos turísticos do lugar e às melhores praias da região.

As praias de Canoa

Quebrada, Majorlândia, Ponta Grossa, Volta da Redonda, Picos, entre outras, localizadas nos municípios de Aracati e Icapuí, no Ceará, oferecem o que há de mais belos nas paisagens naturais do Brasil. No passeio ao Ceará, você conta com a ótima e calorosa recepção do povo cearence e poderá ainda fazer aquele passeio de jangada, pescar a própria lagosta, e ainda tirar aquelas fotos das férias inesquecíveis!

Aproveite! Contatos com o bombeiro Carlos Fonseca: (88) 9940 6734 / (88) 8812 5217 – Email: mergulhofonseca@hotmail.com


“Bandidos, burros, frouxos e covardes”

A histeria irresponsável e sensacionalista de alguns programas e apresentadores da televisão brasileira, que possuem características semelhantes, e estão espalhados por todas as tevês locais do país, tem profundos efeitos na promoção da insegurança e sensação de medo. Numa mistura de profetas e algozes essas figuras têm um apelo popular enorme, e são ensinam a prática da violência e da intolerância. Em sua cidade ou região provavelmente há um desses sujeitos que mancham a televisão de sangue e rancor (sem falar nas figuras nacionalmente conhecidas). Só é de se perguntar por onde andam os ministérios públicos. Clique na imagem e veja um símbolo do que estou falando, se referindo a agentes de trânsito como “bandidos, burros, frouxos, covardes”. Absurdo!



Fonte: Danillo Ferreira - www.abordagempolicial.com

quarta-feira, 15 de junho de 2011

PEC 300: a próxima crise

"A inevitável explosão (maior ou menor) em torno da PEC 300 abre oportunidade para rediscutir a fundo a histórica desfuncionalidade da carreira policial no Brasil"


A crise no Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro poderia ter sido evitada com um mínimo de previsão, bom senso e diálogo. O desvio de função retirando-os da defesa civil para tapar buracos na saúde, a persistência de um padrão salarial degradado e a falta de diálogo levaram à quebra de hierarquia e a formas de luta questionáveis. No final, fica um desgaste persistente que irá fatalmente se refletir na qualidade desse serviço vital para a população. Pois essa crise foi uma antecipação, em escala local,  do potencial tsunami institucional que se avoluma no horizonte do Brasil resultante da má gestão político-institucional da PEC 300, que nivela os salários de policiais militares, civis e bombeiros de todo o país aos da PM do Distrito Federal.

O ministério do planejamento adverte que isso custaria mais de R$ 50 bilhões e que não só os estados não teriam condições de pagá-lo como o governo federal não conseguiria apoiá-los para tanto. Isso, porém, não impediu a base parlamentar do governo Lula de ter, em ano eleitoral, votado massivamente a PEC 300, aprovando-a nas duas casas legislativas com uma mudança no Senado que obriga a fazê-la passar novamente na Câmara onde, agora, a bancada do governo está instruída a não deixá-la prosperar.

Já se esboça uma forte mobilização de policias,  existe no ar uma intensa sensação de frustração com acusações de traição ao governo e à sua base parlamentar. Os setores mais fisiológicos da base governista já saboreiam essa nova gota de sangue no mar de tubarões. Corremos o risco de mobilizações de rua de policiais civis, militares e bombeiros, confrontos, motins, numa escala inédita.

O Titanic navega a todo vapor rumo ao iceberg mas não parece haver sentido de alerta na ponte de comando. O governo não vai escapar de algum grau de concessão para pagar o preço de ter lidado com a questão de forma eleitoreira em passado recente. É de um cinismo sem limites terem votado por conveniência eleitoral o que hoje consideram algo “totalmente inviável”. Detalhe:  não o fizeram com aquela  relativa irresponsabilidade facultada à oposição mas como base de governo. Em política pública, isso tem custo alto. Aqui se faz, aqui se paga.

Mas há um lado de oportunidade em qualquer crise. A inevitável explosão (maior ou menor) em torno da PEC 300 abre oportunidade para rediscutir a fundo a histórica desfuncionalidade da carreira policial no Brasil. A questão das “escalas de serviço”, do duplo emprego, das nossas polícias de “bico”, a part time, onde a segurança pública acaba ocupando a parte menor do tempo dos nossos policiais civis e militares e a maior acaba dedicada a outra atividade remunerada frequentemente vinculada à segurança privada. Isso produz  falta de efetivo, má qualidade de serviço e de adestramento e estimula toda espécie de desvios.

Cabe um discussão séria e um eventual sacrifício orçamentário de outros gastos de governo - pequeno exemplo: acabamos de passar cerca de meio bilhão de reais de incentivo fiscal a usinas nucleares, na MP 517 - para aumentos substanciais que, escalonados no tempo, possam chegar ao padrão disposto na PEC 300, em troca da instituição, de fato,  da dedicação exclusiva dos policiais à segurança pública com o fim  do duplo emprego.

O eventual tempo livre, resultante dos atípicos horários de trabalho policiais, ficaria dedicado ao adestramento e à formação profissional permanente. Isso passaria também pela instituição de um fundo nacional de segurança mais abrangente que, à semelhança do FUNDEB(Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) possa complementar salários apoiando os estados. Nada disso será simples. Mas a qualquer momento periga virar urgência urgentíssima...

* Deputado federal pelo Partido Verde (RJ), do qual é um dos fundadores, tem 60 anos, e foi secretário de Urbanismo e de Meio Ambiente da cidade do Rio de Janeiro e vereador. Jornalista e escritor, é autor de oito livros, dentre os quais Os carbonários (Premio Jabuti de 1981) e o recente Ecologia urbana de poder local. Foi um dos líderes do movimento estudantil secundarista, em 1968, e viveu no exílio durante oito anos.
Outros textos do colunista Alfredo Sirkis*

terça-feira, 14 de junho de 2011

BOPE: uma outra polícia?

A atuação do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) do Rio de Janeiro na invasão dos bombeiros ao Quartel Central do CBMERJ levou à opinião pública a discussão de certa dicotomia existente entre os policiais militares “convencionais” e os “especializados”, no caso específico do célebre e festejado BOPE, da PMERJ. Com treinamento, uniforme, remuneração, missão e cultura diferenciadas, o que justifica considerar os convencionais e os especiais uma mesma polícia?

Quanto mais as polícias formam grupamentos com missões específicas, algo necessário e inevitável, mais a competitividade que faz parte de todo e qualquer traço da trajetória capitalista se aprofunda. As unidades especializadas operacionais repressivas, por exemplo, como o BOPE (PMERJ), a ROTA (PMESP) e outras célebres em cada estado do país, glamurizadas como as SWAT’s norte-americanas, são vistas como “queridinhas” nas corporações, apesar de boa parte dos policiais se dedicarem a seguir padrões estéticos e simbólicos próprios destas unidades. Os convencionais vêem os especializados como arrogantes e metidos.

Já os especializados, criticam a maneira a-técnica e desleixada que muitas vezes os policiais ordinários atuam. A corrupção, dizem os mitos cinematográficos, não é coisa de especializado, mas algo presente no dia-a-dia daqueles que estão infiltrados na comunidade, e que não vivem a rotina de treinamento e de operações de alto risco. “Ser polícia”, segundo este raciocínio, é viver trocas de tiro, fazer incursões, invadir presídios, desarmar bombas, negociar a libertação de reféns.

As incompreensões e divergências são notáveis, mas o grupo “de preto” sai ganhando na visibilidade e admiração, pois são “eles” os enaltecidos pela mídia e pela opinião pública. São eles os especializados, enquanto os demais, tidos como generalistas e indefinidamente “ordinários” não possuem o mesmo quinhão de notabilidade.

Não seria mais adequado que estas neopolícias de gênese bopeana estivessem separadas das polícias “convencionais”? Será que confundir a missão cotidiana do policial, que precisa atuar negociadamente com a comunidade, com o trabalho de alto risco repressivo não seria um equívoco? Quais as consequências desta ambivalência, em que há algumas unidades policiais com traços culturais e simbólicos definidos e outras anômicas? As especializações repressiva e preventivanão justificaria uma divisão para que cada vertente enaltecesse e fomentasse suas práticas internamente, inclusive no que se à formação?

Esses imbróglios corporativos são pantanosos e polêmicos, sempre geram muitos ferimentos no amor-próprio das partes envolvidas. Este texto é apenas um convite à reflexão, baseado numa certeza: a divisão existe, e intuitivamente podemos dizer que ela não está sendo encarada como mera especialização de atividades profissionais. O abismo é muito mais profundo do que os discursos apaziguadores pretendem colocar.

Fonte: Danillo Ferreira - www.abordagempolicial.com

Seja autor do Fala Caserna!!!



Você de qualquer parte do Brasil e do mundo agora pode ser autor deste blog e divulgar notícias, eventos e muito mais. É isso mesmo, o Fala Caserna está selecionando de 5 a 10 pessoas que estejam dispostas a alimentar este importante espaço de divulgação de idéias e ideais. Entre nessa também, é simples e rápido. Voce envia um e-mail para falacaserna@gmail.com dizendo sobre suas pretenções (uma ou duas linhas), que nós enviamos o convite. E ai, vai encarar?

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Gabinete de Gestão da Secretaria de Segurança Pública traça diagnóstico dos presídios acreanos

Nonato de Souza (Assessoria Sesp)   
Déficit do sistema carcerário é uma das principais preocupações

O Gabinete de Gestão Integrada (GGI), formado por todos os gestores de Segurança Pública e presidido pelo Secretário de Segurança, Ildor Reni Graebner, se reúne uma vez por mês ordinariamente e/ou extraordinariamente, quando um fato ou acontecimento se justificar.
Esta semana o GGI esteve reunido no Centro de Recuperação Social Dr. Francisco d’Oliveira.
Na pauta, a cobranças das demandas não cumpridas e prometidas na reunião anterior e discussões a cerca das demandas futuras.
O diretor do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Dirceu Augusto da Silva, falou das conquistas na atual gestão administração, mas informou que algumas questões não podem ser proteladas.
Citou como exemplo, a necessidade de maior envolvimento do judiciário na implantação de mutirões judiciários, “para resolver a situação de presos com pena vencida”.
Reconheceu a superlotação da população carcerária, mas melhorias estão sendo feitas como a ampliação das celas no pavilhão feminino, a fim de proporcionar o maior número de vagas.
Durante visita ao presídio, membros de GGI mudaram presenciar muitas reclusas em uma mesma cela, inclusive em companhia de filhos menores. Apesar das muitas dificuldades o diretor Dirceu Augusto afirma que a fase mais difícil já foi superada. “No início os presos não queriam aceitar substituir os PMS por agentes penitenciários. Hoje a situação está superada”. Afirma.
O Centro de Recuperação Social Dr. Francisco d’Oliveira Conde foi construído para abrigar 600 reeducandos. Hoje abriga dois mil homens a mais que sua capacidade. Dos 2.600 reeducandos, 123 estão estudado e 150 trabalham em regime semiaberto.
No pavilhão feminino a situação não é diferente. A capacidade de total é de 90 reeducandas e abriga atualmente 184. Apesar do déficit no número de vagas, os pavilhões estão sendo readequados para ampliar a capacidade.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Quinta fase de buscas a destroços e corpos do voo 447 termina, diz França

Atividades foram encerradas na sexta (3), segundo o escritório francês.
Navio ruma para as Canárias, e 74 cadáveres ficaram no mar.

O BEA, organismo francês responsável pela investigação do acidente do voo 447 da Air France, informou nesta terça-feira (7) que a quinta fase de buscas a destroços e corpos no Oceano Atlântico foi encerrada na tarde da sexta-feira (3).
Nesta etapa, foram recuperados 104 corpos de vítimas, além das caixas-pretas e outras peças do Airbus. Ficaram no mar 74 corpos, que não tinham possibilidade de serem identificados, disseram as autoridades francesas às famílias das vítimas.
O navio Ile de Sein está rumando para Las Palmas, nas Ilhas Canárias, na Espanha, onde deve chegar na quinta-feira (9). Lá, a equipe de buscas será desmobilizada.
Durante a próxima semana, o navio irá para o porto de Bayonne, sudoeste da França. Dali, as peças do avião serão levadas a Toulouse, para um hangar da Direção Geral de Armamento (DGA), e os corpos recuperados serão levados para exames que permitirão a identificação.

Foto de 12 de maio mostra uma das caixas-pretas do voo 447 (Foto: AP) 
Foto de 12 de maio mostra uma das caixas-pretas
do voo 447 (Foto: AP)
O presidente da Associação de Vítimas Brasileiras, Nelson Faria Marinho, que perdeu um filho no acidente e acompanha as investigações sobre as causas do acidente, contou que o embaixador designado pelo governo francês para interagir com as famílias telefonou para ele nesta segunda (6) com as notícias.
“Ele disse que os corpos não seriam retirados porque estavam em condições muito ruins, despedaçados”, afirmou.
Segundo Nelson , a expectativa agora das famílias brasileiras é acompanhar a identificação dos 104 corpos que ainda aguardam laudo do Instituto Médico Legal da França.
“Estão todos na expectativa de saber quem é quem. Os corpos retirados não foram identificados ainda, e ainda não sabemos como eles farão isso”, disse ele, lembrando que a Polícia Federal já recolheu material das famílias para ajudar na identificação dos corpos.
Nelson afirmou que a notícia o frustrou.
“Quando me reuni dia 11 de abril com BEA, eles deixaram muito claro que os corpos estavam muito bem conservados, dada a temperatura da água, muito gelada, e o sal. E lá a bactéria não existe. Mas não tinham falado em corpos em estado precário e despedaçado”, contou.
O acidente, ocorrido dois anos atrás em um voo entre Rio de Janeiro e Paris, matou as 228 pessoas que estavam a bordo.
Além dos 104 corpos resgatados nesta fase de buscas, outros 50 já haviam sido recuperados em etapas anteriores, logo após o acidente.
O BEA divulgou em 27 de maio um relatório parcial que descreve os minutos que antecederam a queda do avião.
Nesta fase de buscas, cada corpo precisou ser içado cuidadosamente de uma profundidade de cerca de 3.900 metros. Os primeiros corpos, resgatados no início de maio, ainda estavam presos aos assentos da aeronave.
Philippe Vinogradoff, autoridade apontada pelo governo francês para tratar com as famílias das vítimas, disse que o último corpo foi resgatado no dia 3 de junho.
"Todos os corpos que eram possíveis de serem resgatados... foram trazidos para a superfície", disse Vinogradoff em comunicado, acrescentando que a equipe de buscas preparou uma placa em homenagem às vítimas que foi deixada no fundo do mar junto aos destroços do avião.
* Com agências internacionais
VALE ESTE 27.05.2011: info detalhes sobre voo 447 caixas-pretas (Foto: Editoria de Arte/G1)
 

segunda-feira, 6 de junho de 2011

A VERDADE SOBRE O -ACTIVIA-!!!

Por essas e por outras, tudo vai se acabar
mais cedo do que pensamos...
Mas o mais interessante, é que a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) somente agora, depois de publicada essa denúncia pela internet, resolveu proibir a propaganda do Activia. Por quê não o fez antes, já que conhecia o problema, sendo uma "agência técnica"???
Isso deixa claro que podemos muito através da internet, podemos mesmo mudar o rumo desta Nação, basta que queiramos. Uma mensagem de caixa a caixa com certeza tudo pode: derrubar um político, baixar o preço de produtos, eliminar coisas avessas ao organismo humano, tipo o Activia,. Basta que saibamos nos unir numa corrente forte...
Na prática não precisamos de coisa nenhuma da Danone e de outras do gênero; Leiam isto:
Afinal, o que é Activia? O que são os bacilos DanRegularis ?
"Bifidobacterium animalis é uma bactéria anaeróbica gram-positiva encontrada nos intestinos de animais de grande porte, inclusive humanos."
Qual seria então a fonte para se obter o famoso DanRegularis?
NÃO, você não está enganado. São as FEZES HUMANAS!!, SIM, SIM E SIM!!!
Mas o absurdo não para aí.
Muitas empresas têm tentado registrar subespécies específicas como uma técnica de marketing, renomeando estas subespécies com rótulos pseudo-científicos.
A Danone (Dannon) protocolou como marca registrada a cepa DN 173.010, e comercializa o organismo nomeando-o de:
Bifidus Digestum (Reino Unido), Bifidus Regularis (EUA e México), Bifidubacterium Lactis ou B.L. Regularis (Canadá),
DanRegularis (Brasil) e Bifidus Artiregularis (Argentina, Áustria, Bulgária, Chile, Alemanha, Itália, Irlanda, Romênia, Rússia e Espanha).
Cientificamente, o nome correto desta cepa é Bifidobacterium animalis subsp.animalis, strain DN-173.010.
O motivo pelo qual a bebida láctea Activia ajuda na digestão é o simples fato de que a bactéria adicionada pela Danone pertence a uma cepa mais irritante para a mucosa intestinal, que ao entrar em contato trata de expelir o mais rapidamente possível o material fecal.
Sejamos honestos. É saudável, a longo prazo, acostumar o sistema digestivo (ou mais modernamente, sistema digestório) humano a somente funcionar pela introdução de um material irritante/estimulante? Isso não seria viciar o organismo? Não seria mais coerente consumir mais fibras e menos pão branco, o verdadeiro culpado pelos problemas intestinais?
Alimento probiótico, eles dizem... Até quando vamos ser ingênuos (ou seria mais correto otários) de acreditar cegamente em propagandas e em campanhas de marketing??
A bebida láctea contendo Bifidobacterium animalis sp vem sendo comercializada pela Danone pelo mundo afora desde 1990, mas somente no Brasil tiveram a cara-de-pau de colocar o nome da marca Danone (DanRegularis) no nome científico registrado.
Mas, sinceramente, prefira as verduras ao leite de cocô doce.
EM OUTRAS PALAVRAS, A TAL DE BEBIDA LÁCTEA TEM MERDA MESMO!!!!!! Marília C. Duarte
(Nutricionista)
São Paulo - SP

Anvisa proíbe propaganda do iogurte Activia (Folha Online): http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u416847.shtml
27/06/2008 -  13h33

Anvisa proíbe propaganda do iogurte Activia

da Folha Online
A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou nesta sexta-feira a suspensão de todas as propagandas do iogurte Activia por problemas na divulgação de suas propriedades.
Para a agência, a Danone, responsável pelo produto, anuncia o iogurte como se ele fosse "uma forma de tratamento para o funcionamento intestinal irregular." O decreto, de "interesse sanitário", foi publicado hoje no "Diário Oficial da União".
Em seu site, a Danone afirma que "tomar Activia diariamente, como parte de uma dieta equilibrada e de um estilo de vida saudável, proporciona uma quantidade suficiente de bacilos DanRegularis para ajudar a regularizar o seu sistema digestivo."
A Danone foi procurada pela reportagem por meio de sua assessoria de imprensa, mas ainda não se manifestou.
 VAMOS POIS BOICOTAR ESTE PRODUTO FEITO COM EXCREMENTO ANIMAL, SABE-SE LÁ QUE TIPO DE DOENÇAS ISSOPODERA ACARRETAR  DENTRO DO NOSSO ORGANISMO EM UM FUTURO PRÓXIMO COM TANTAS DOENÇAS ESTRANHAS APARECENDO, EPIDEMIAS ETC...SE PUDERMOS VAMOS EVITAR CERTOS TIPOS DE ALIMENTOS.CARO AMIGO VAMOS REPASSAR ESTA MENSAGEM, É PARA O BEM DA NOSSA SAÚDE!...

domingo, 5 de junho de 2011

Veículo Furtado em Rondônia é Recuperado na Fronteira.

Veículo Furtado em Rondônia é Recuperado na Fronteira.

                     Por volta de 11horas deste domingo (05), em uma  abordagem  da Policia Militar de Brasiléia, realizada no Posto de Fiscalização de  Fronteira Brasil/Bolívia localizado no Município de Epitaciolândia, e  após receber denúncia de furto de um veículo modelo Toyota/Hilux, com placa de Juína (MT), KAD 5021, ocorrido na Cidade de Porto Velho –RO, por volta de 10horas de sábado(04), foi detido Diego Rogério Menezes da Nóbrega, de 24 anos que conduzia o referido Veiculo e pretendia passar com o mesmo para a Cidade Boliviana, Cobija. Aguarnição de Policiais Militares Comandada pelo Sargento Jackson, após confirmar todos os dados do veículos abordado e constatar a veracidade do mesmo, deu voz de prisão ao Condutor do veículo e o conduziu à Delegacia de Polícia Civil de Epitaciolândia, onde o Delegado Titular descobriu que Diego tem envolvimento em várias ocorrências de furto de veículos, inclusive no Acre. O mesmo será encaminhado nas próximas horas para o Centro de Recuperação Social Francisco de Oliveira Conde em Rio Branco, onde aguardará o pronunciamento da justiça.


 
 


 
 
 
 
 

sábado, 4 de junho de 2011

Indignação de um Policial da PMAC

Indignação de um Policial da PMAC


Infelizmente, grande maioria dos policiais não tem consciência, atitude e coragem para transformar essa situação, pois vão alegar que precisam da hora extra para complementar a sua renda. Eu sei que a situação está caótica, mas se não tomarmos uma decisão não mudaremos nunca.

 INDIGNAÇÃO E MUDANÇA (se você é Policial, não deixe de ler)


 Nesse momento, há policiais sendo julgados e, muitas vezes, tendo suas liberdades covardemente cerceadas, porquanto os foram lamentavelmente apresentados pelo destino, como inimigos, muitos conterrâneos negros e/ou pobres, vítimas da negligência governamental que os tem posto à margem da sociedade. Desse desleixo dos políticos, milhares de pessoas vivem em palafitas imundas, becos e vielas intransitáveis, sem o mínimo de saneamento, convivendo com os ratos e sem o básico necessário para o pleno exercício da “dignidade da pessoa humana”, prevista na constituição e na Declaração dos Direitos Humanos. No entanto, esses mesmos excluídos, quando são necessariamente tratados de forma ríspida por nós policiais, servem de “bode expiatório” para promoções políticas e sensacionalismo midiático, justamente alegando termos faltado com o respeito a essa mesma dignidade. Irônico, não é mesmo? “Olha lá o Policial batendo no menino/estudante/trabalhador”.

E ainda vem correntes de “poliçólogos” invadirem a seara da psicologia para falar que nossas atitudes agressivas são fruto da mentalidade machista que, segundo eles, nos inspira. Nisso eles se apegam para alegarem violência de nossa parte e nos mandarem para as grades do Batalhão de Operações especiais ou, na pior das hipóteses, júri popular e sela comum, simplesmente para aumentar seus prestígios e intenções de voto.

                                            Qual a maior agressão sofrida por esse povo? Excessos à parte (sabemos que eles existem), não se deve comparar o uso do tom firme de voz e força necessária esporadicamente usada ao abandono em que se encontra a indigente massa dos que vivem com fome e outras privações desde o nascimento. Há de se convir que o uso da força muitas vezes é de extrema necessidade, no país que a população ignorante fica entregue à sorte, e as leis são nitidamente avacalhadas em rede nacional pelos escândalos políticos transmitidos pelos telejornais. Mas eles sempre se esquivam do ônus da culpa. A câmera filma sempre o policial coercitivo, nunca a tragédia humana diária. A mídia é deles.

O nosso papel como Policiais Militares nesse circo é o de PALHAÇO. Somos os PALHAÇOS que, necessitados do dinheiro a mais no contracheque, fazemos o jogo deles, lotando as ruas de viaturas COM GIROFLEX LIGADO, em comboio, fazendo blitz e operações, e induzindo a população a dizer: “O Governador está trabalhando mesmo!”. Desgastamos-nos nessas jornadas massacrantes de serviço diuturno justamente para pagar aquilo que é o básico para nossa segurança e de nossas famílias, mas que a nossa remuneração, sozinha, não nos permite comprar (meio de transporte próprio e moradia descente). No entanto, servimos sempre de veículo de manobra da opinião pública. Somos, junto com a mídia, o motor propulsor desse SISTEMA MISERÁVEL.

                                   Se um Praça dessa Polícia tomam um TIRO, em pleno serviço EXTRAORDINÁRIO - para promover um Governador que é contra o aumento do nosso salário, diz que nós ganhamos demais pra o que fazemos e traduz em diversas outras frases o seu desapreço pelos membros dessa corporação, para que nós vamos continuar fazendo o jogo deles?

As jogadas políticas agora são patrocinadas por nossas vidas e integridades físicas. É o voto a qualquer custo.

Sei que todos nós precisamos de um dinheiro a mais, mas eu te peço: Se você é Policial Militar do Acre, façamos agora uma reação LEGAL e URGENTEMENTE NECESSÁRIA. Vamos tirar nossos nomes das escalas de servido extra pelo menos três meses, para que possamos dar a nossa resposta a esse sistema maldito. Vamos sair das ruas. Chega de promover aquele que nos oprime.

Façamos um esforço para mudar.

 Fiquemos nessa situação pelo menos três meses. O que está em jogo agora é nossa segurança e essa resposta pode repercutir na melhoria do nosso salário, defasado e humilhante. Todas as OPM’s da PMAC,  vamos nos unir para dar uma resposta a esse governo medíocre da ditadura petista e deixar que a mídia manipulada por ele, exponha o descaso na Segurança Pública do Acre, a final “É Do inferno Que se Ver o PARAISO!!!!”
( Linartt Vieira)

Indignado.



quinta-feira, 2 de junho de 2011

Audiência Pública da PEC 300 em 31/05/2011




Dia 31 de maio em Brasília serviu para mostrar para alguns políticos e até mesmo policiais que não acreditam na PEC 300 de que ela está mais viva do que nunca! Com várias caravanas do Brasil, do Acre ao Rio Grande do Sul, vimos policiais civis, militares, agentes penitenciários e bombeiros unidos prestigiando a criação da frente parlamentar de defesa da PEC 300. Políticos da última legislatura que honraram os militares, como os ex-deputados Coronel Paes de Lira, Major Fábio e Capitão Assumção prestigiaram o evento.

A boa surpresa foi ver o deputado delegado Protógenes Queiroz do PCdoB de São Paulo, o mesmo que prendeu o banqueiro Daniel Dantas, reforçou o time pró-PEC 300. Em seguida convocou os policiais presentes a encher a sala de audiência de Combate à Corrupção. Segundo Protógenes, um estudo da FIESP aponta para o desvio anual no Brasil de aproximandamente 62 bilhões de reais. dinheiro esse que poderia subisidiar o fundo da segurança pública, capaz de bancar o custo da PEC 300.

Outros políticos percebendo a visibilidade eleitoral que a PEC 300 tráz, usaram com oportunismo o palanque para exibir mais as suas vaidades do que propriamente ter atitudes coerentes com as necessidades que a proposta constitucional exige, como exemplo clássico ACM Neto, que prometeu, prometeu e prometeu. Alguns inclusive do PT fizeram discursos inflamados e até ofensivos como o deputado federal Domingos Dutra do estado de Maranhão que falou bonito e estava pronto para ganhar um dez momento em que escorregou num monte de besteira e ofendeu os policiais presentes dizendo: " se vocês não convencerem, então é melhor se armarem e sequestrarem". De imediato a platéia foi incendiada pela revolta e este blogueiro, junto com outros militares do Rio de Janeiro responderam a altura gritando: "quem sequestrou foi a Dilma, ninguém aqui é sequestrador. Se fôssemos corruptos não estaríamos aqui". Diante da saia justa, o presidente da mesa, deputado Mendonça Prado do Sergipe, tentou contornar e pediu para que o trecho em que o deputado Domingos ofendeu a classe, não entrasse na pauta da audiência pública.

No fim percebemos que o Movimento PEC 300 ganhou fôlego e que está mais vivo do que nunca. Parabéns aos que se esforçaram em comparecer ao evento e muito obrigado ao Capitão Assumção pela citação deste blog durante a audiência, quando falava sobre a importância da internet na mobilização. Com muito prazer divido esse elogio com os demais blogueiros do Brasil. Mais tarde publicaremos algumas fotos do evento.
Fonte: Pec300

Deputados ameaçam convocar Palocci por PEC 300




Parlamentares que defendem a votação do piso dos policiais resolvem pressionar governo com o caso que envolve o ministro da Casa Civil

Mário Coelho

Depois da bancada evangélica, agora chegou a vez de parlamentares defensores da PEC 300 ameaçarem convocar o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, para prestar depoimento na Câmara. Durante lançamento da frente parlamentar em defesa à proposta, começou a movimentação para trocar a convocação do titular da pasta em troca da entrada da matéria, que cria o piso salarial nacional para policiais e bombeiros militares.

Volta a pressão dos policiais pela PEC 300

“Eu vou levar essa proposta ao presidente da Câmara. Ou coloca a PEC 300 na ordem do dia, ou convocamos o ministro Palocci na Comissão de Segurança Pública”, disse o presidente da frente parlamentar, deputado Otoniel Lima (PRB-SP). Enquanto foi deputado, Palocci viu seu patrimônio aumentar 20 vezes, de acordo com a Folha de S. Paulo. O ministro confirmou a evolução patrimonial e a atribuiu aos ganhos obtidos por ele com sua empresa de consultoria.

Por conta da reportagem da Folha, a oposição tentou convocar o ministro da Casa Civil para depor em comissões permanentes e no plenário. No entanto, todos os requerimentos apresentados foram derrubados pela base governista. A sugestão de usar Palocci como moeda de troca veio do deputado Anthony Garotinho (PR-RJ). “Aqui é uma Casa política. Quando o governo queria empurrar a cartilha do kit gay, eu reuni as bancadas evangélica e católica. Nós dissemos que convocaríamos o Palocci caso o material fosse distribuído”, afirmou Garotinho.

No dia seguinte à ameaça feita pelas bancadas, o governo decidiu suspender o material do kit anti-homofobia que seria distribuído pelo Ministério das Educação nas escolas públicas de todo o país. A proposta feita hoje já conta com o apoio de partidos da oposição, em especial o DEM. Porém, deputados afirmam nos bastidores que o poder de barganha dos parlamentares que apoiam a PEC 300 é menor.
As bancadas evangélica e católica são numerosas e estão espalhadas por diversos partidos, tanto da base quanto da oposição. Apesar de contar com a assinatura de 308 parlamentares, deputados acreditam que a frente parlamentar não terá tanto poder para forçar a convocação de Palocci. De acordo com Lima, o requerimento tem condições de ser aprovado na Comissão de Segurança Pública. O colegiado possui 28 membros titulares.

A PEC 300 foi aprovada em primeiro turno em março do ano passado. O acordo feito inicialmente garantia a votação complementar após o segundo turno da eleição presidencial. No entanto, isso acabou não acontecendo. No fim de 2010, o então vice-presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), anunciou a criação de uma comissão especial para tratar da proposta. Até agora, PT e PSDB não indicaram seus membros. “Sem pressão nada será aprovado nesta Casa. Nós temos uma caminhada muito longa. O governo federal é contra, os governos estaduais são contra”, disse o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP).

Fonte: Pec300

Twitter Delicious Facebook Digg Favorites More